Reciclagem de Efluentes Industriais e Chorume
Solução de Tratamento de Efluentes Sanitários e Caixa de Gordura
Matéria Orgânica Transforma

Como funciona o tratamento de efluentes industriais

Publicado em 26-09-2013 13:22

Como funciona o tratamento de efluentes industriais

O tratamento de efluentes industriais funciona de acordo com as características físicas, químicas e biológicas, conforme a natureza dos poluentes a serem removidos e/ou das operações unitárias utilizadas para o tratamento.

 

O processo ideal é indicado de acordo com a carga poluidora e presença de contaminantes. Apenas especialistas podem avaliar e realizar a coleta de amostras para análise de diversos parâmetros que representam a carga orgânica e a carga tóxica dos efluentes.

 

Processos físicos no tratamento de efluentes industriais

São os processos que removem os sólidos em suspensão sedimentáveis e flutuantes através de separações físicas, tais como gradeamento, peneiramento, caixas separadoras de óleos e gorduras, sedimentação e flotação.

 

Os processos físicos também removem a matéria orgânica e inorgânica em suspensão coloidal e reduzem ou eliminam a presença de microrganismos por meio de processos de filtração em areia ou em membranas (microfiltração e ultrafiltração). Os processos físicos também são utilizados com a finalidade de desinfecção, tais como a radiação ultravioleta.

 

Processos químicos no tratamento de efluentes industriais

Utilizam produtos químicos em seu processo, tais como: agentes de coagulação, floculação, neutralização de pH, oxidação, redução e desinfecção em diferentes etapas dos sistemas de tratamento. Conseguem remover os poluentes por meio de reações químicas, além de condicionar a mistura de efluentes que será tratada nos processos subsequentes.

Seus principais processos são:
  • Clarificação química (remove matéria orgânica coloidal, incluindo coliformes);
  • Eletrocoagulação (remove matéria orgânica, incluindo compostos coloidais, corantes e óleos/ gorduras);
  • Precipitação de fosfatos e outros sais (remoção de nutrientes), pela adição de coagulantes químicos compostos de ferro e ou alumínio;
  • Cloração para desinfecção;
  • Oxidação por ozônio, para a desinfecção;
  • Redução do cromo hexavalente;
  • Oxidação de cianetos;
  • Precipitação de metais tóxicos;
  • Troca iônica.

 

Processos biológicos no tratamento de efluentes industriais

O tratamento biológico de esgotos e efluentes industriais tem o objetivo de remover a matéria orgânica dissolvida e em suspensão ao transformá-la em sólidos sedimentáveis (flocos biológicos) e gases. Basicamente, o tratamento biológico reproduz os fenômenos que ocorrem na natureza, mas em menor tempo.  

 

Seus principais processos são:

• Processos aeróbios, que são representados por lodos ativados e suas variantes, tais como, aeração prolongada, lodos ativados convencionais, lagoas aeradas facultativas e aeradas aeróbias;
 
• Processos facultativos, que são realizados pela utilização de biofilmes (filtros biológicos, biodiscos e biocontactores) e por algumas lagoas (fotossintéticas e aeradas facultativas). Os biocontactores apresentam também processos biológicos aeróbios;
 
• Os processos anaeróbios ocorrem em lagoas anaeróbias e biodigestores.
 
Aqui na Tera Ambiental fazemos o tratamento biológico de efluentes através de lagoas aeradas. Saiba mais a respeito no artigo Conheça as etapas do tratamento biológico de efluentes ou veja nossa página sobre esse serviço.
 
 
New Call-to-action

Tópicos: tratamento de efluentes industriais, tratamento de efluentes

Deixe seu comentário

Receba nossos artigos

Busca Por Artigos

biblioteca-digital-tera-ambiental
New call-to-action

Siga Nossas Páginas Nas Redes Sociais

Últimos Artigos

Artigos mais acessados