Reciclagem de Efluentes Industriais e Chorume
Solução de Tratamento de Efluentes Sanitários e Caixa de Gordura
Matéria Orgânica Transforma

Como a compostagem pode ajudar na gestão de resíduos sólidos

Publicado em 22-02-2017 11:39

Como a compostagem pode ajudar na Gestão de Resíduos Sólidos

Uma das grandes preocupações das empresas, atualmente, é estar de acordo com a legislação ambiental. Um fator de grande importância entre os aspectos ambientais são seus resíduos - os tipos gerados, quantidade, armazenamento e o principal: sua destinação final e os custos decorrentes de tudo isso. Existem muitas dúvidas e discussões acerca do tratamento dos resíduos, tanto sólidos quanto líquidos.


Por isso, contar com uma gestão de resíduos sólidos é essencial para que uma empresa não tenha que se preocupar com possíveis multas, além do mais ela pode construir uma imagem sustentável perante seu público, atraindo confiança e admiração.


Entre os principais pontos que envolvem essa atividade, pode-se destacar quatro

  • Legislação;
  • Operação;
  • Economia e
  • Meio Ambiente.

A geração de resíduos é uma decorrência da produção industrial, não importando a atividade ou setor, sempre haverá algum tipo de resíduo. Mas, cabe às empresas lidar com esses resíduos de maneira eficiente.


Os parâmetros de avaliação para o recebimento e tratamento de resíduos sólidos na compostagem


O reaproveitamento de resíduos é estratégia fundamental para solucionar um dos maiores problemas ambientais da atualidade: a quantidade de lixo gerado e sua correta destinação.

A compostagem é considerada alternativa sustentável, simples, eficaz e que atende a legislação ambiental em vigor – a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010), que regulamenta o tema no País.


O tratamento consiste em um processo biológico de reaproveitamento que transforma resíduos orgânicos urbanos, agroindustriais e agropecuários em novo produto, como fertilizante orgânico para ser empregado na agricultura. A transformação é realizada pela atividade de microrganismos aeróbios presentes nos próprios rejeitos, capazes de degradar e estabilizar a carga orgânica de diversos materiais.

 

O processo é realizado sob um rigoroso controle em todas as etapas, que são monitoradas com frequência, de forma a aperfeiçoar resultados e evitar fatores negativos, como maus odores e presença de vetores.

 

Parâmetros de avaliação

 

Durante o processo de destinação, recebimento e tratamento dos resíduos orgânicos, é necessário que seja feita avaliação, por técnicos capacitados, do material – dentro de parâmetros de composição química, volume e tamanho dos rejeitos, condições da armazenagem e umidade, entre outros.

 

Essa avaliação determinará a possibilidade de tratabilidade, em termos comerciais, e também irá especificar a precificação do tratamento por tonelada.

 

De um modo geral, os materiais utilizados para a compostagem podem ser divididos em duas classes: a dos materiais ricos em carbono (provenientes de madeira, no geral) e a dos materiais ricos em nitrogênio (café, folhas verdes, estrumes animais e restos de vegetais hortícolas).

 

No processo de compostagem, é comum utilizar uma mistura de materiais ricos em carbono com outros ricos em nitrogênio.

 

Importante ressaltar que o método de segregação deve ser eficiente no local de geração, uma vez que lixo comum e embalagens não devem estar inseridos quando da destinação, já que reduzem o valor de nutrientes ou podem contaminar o produto final – fertilizante.

 

Entre os resíduos que podem ser tratados, estão: lodos de ETE (Estação de Tratamento de Esgotos), materiais filtrantes agroindustriais, como terra diatomácea, bagaços, cascas de frutas e legumes provenientes do processamento de alimentos; podas de árvores brutas ou trituradas; cama de aviário; cascas de pinus e eucalipto; cavaco de madeira e moinha; cinzas de caldeira; pó de carvão vegetal e serraria; restos de alimentos provenientes de restaurantes, supermercados, Ceasas etc.; e produtos alimentícios vencidos ou fora de especificação.

 

Vantagens do tratamento

 

A opção pelo tratamento dos resíduos por meio da compostagem, realizada por uma empresa terceirizada, resulta em inúmeras vantagens para o gerador.

 

O primeiro deles, sem dúvida, é a redução de gastos. Ao contratar uma empresa que fica encarregada pelo tratamento, são reduzidos investimentos com infraestrutura para construir sistema de operação, compra de equipamentos específicos, contratação e capacitação de mão de obra.

 

Outra vantagem inclui a redução de impactos ambientais, já que a compostagem contribui diretamente para a redução dos passivos ambientais – evitando a poluição do solo, água e ar – e esgotamento dos aterros, além de diminuir riscos à saúde da população.

 

A isenção de corresponsabilidade ambiental também é fator a ser levado em consideração. Isto porque, com a compostagem, o gerador deixa de ser corresponsável legal, uma vez que, no processo, a matéria-prima é transformada e a responsabilidade passa a ser do fabricante do novo produto (fertilizante). Ao contrário de quando o destino são os aterros sanitários: a responsabilidade por qualquer acidente será sempre do gerador.

 

Por fim, a empresa agrega o valor de responsabilidade ambiental e social, um diferencial importante, muito valorizado pelos consumidores.

 

Mas atenção: ao contratar um fornecedor para fazer o tratamento da compostagem, é necessário certificar-se de que ele possua a estrutura física adequada, profissionais qualificados e que realize o processo de forma segura. É essencial se certificar de que ele dá a correta destinação dos resíduos, além de estar devidamente licenciado junto aos órgãos ambientais.

 

Cumpridos tais requisitos, a compostagem é, sem dúvida, uma das melhores alternativas para empresas darem uma destinação ambientalmente correta aos seus resíduos, utilizando menor investimento e demonstrando alto grau de responsabilidade.


Leia mais:

 

As principais vantagens do uso de compostagem em sua empresa


Diante do cenário atual é preciso que as empresas estejam cada vez mais atentas às estratégias de redução dos impactos ambientais consequentes a suas atividades, contribuindo assim para um desenvolvimento sustentável. Neste contexto, o uso da compostagem se destaca como uma alternativa apropriada, uma vez que beneficia não apenas as empresas, mas também o meio ambiente como um todo.


Mas você sabe o que é compostagem?


A compostagem é um processo biológico de tratamento de resíduos orgânicos urbanos, agroindustriais e agropecuários realizado pela atividade de microrganismos aeróbios presentes nos próprios resíduos, capazes de degradar e estabilizar a carga orgânica de diversos materiais. Essa opção de tratamento realiza a reciclagem e reaproveitamento do resíduo, pois nesse método há a transformação das características  do material em produtos ricos em nutrientes e úteis para outros segmentos como o fertilizante orgânico composto e o substrato para plantas, com qualidade e eficiência comprovadas.

 

Descubra algumas vantagens da compostagem para os resíduos sólidos de sua empresa:

1) Isenção de corresponsabilidade ambiental

O que muitos empresários não sabem é que mesmo quando o tratamento de seus resíduos é terceirizado, sua empresa continua responsável por eles inclusive após o envio para empresa responsável pelo tratamento e disposição final, a chamada corresponsabilidade ambiental.

 

Em casos de qualquer tipo de agressão, acidente ou crime ambiental, a empresa geradora poderá também responder criminalmente pelos danos ao meio ambiente. Quando a destinação é feita em aterros, por exemplo, a responsabilidade continua mesmo depois dele fechado e, se houver qualquer tipo de vazamento ou contaminação, a empresa pode responder pelos danos.


Com a compostagem, o gerador deixa de ser corresponsável pois nesse processo há a alteração nas características do resíduo, transformando-o num produto rico em nutrientes, registrado no MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e pronto para uso, deixando toda a responsabilidade para a empresa que desenvolveu o produto.

2) Redução dos impactos ambientais

A compostagem é reconhecida como uma alternativa ambientalmente correta, segura e definitiva, que contribui diretamente para a redução dos passivos ambientais e esgotamento dos aterros, além de atender à PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos) e ter importância estratégica para a solução de alguns problemas contemporâneos como a limitação de alternativas de reaproveitamento de resíduos e a poluição do solo, água e ar.

3) Contribuição para a saúde pública

As áreas de descarte inadequados de resíduos orgânicos são habitadas por vetores como ratos, baratas, vermes e outros agentes nocivos à saúde. Tratando esses resíduos de maneira adequada, a empresa contribui para a manutenção da saúde das pessoas que vivem em regiões próximas nessas áreas, reduzindo os riscos à saúde.

4) Geração de renda

O tratamento de resíduos orgânicos é uma indústria que emprega centenas de pessoas. Além disso, envolve os trabalhadores rurais que aumentam suas produções com os produtos obtidos por este tipo de tratamento. Fazendo com que os resíduos de seus processos industriais tenham uma destinação adequada, as empresas deixam de poluir e ainda geram desdobramentos positivos em outros nichos de mercado. Com a aplicação da compostagem, de fato, diversos setores podem ser beneficiados.

5) Responsabilidade Socioambiental

Atualmente não é mais possível trabalhar com produtos e serviços sem se preocupar com os impactos que o processo produtivo pode provocar. Sendo assim, as empresas começam a vislumbrar uma nova realidade de mercado, em que a responsabilidade socioambiental torna-se imprescindível. As corporações que desejarem continuar progredindo deverão estar adequadas aos princípios éticos que norteiam a responsabilidade para com o meio ambiente. Por isso, além de todos os outros benefícios, o tratamento de resíduos orgânicos é uma atitude que agrega um diferencial importante (e cada vez mais necessário) às organizações.

 

A compostagem é um método simples que contribui com a solução de diversas questões ambientais. Sua utilização se faz cada vez mais comum para que as organizações evoluam e busquem o menor impacto ambiental possível. Desta maneira, investir em processos diferenciados é uma garantia de que sua empresa irá perpetuar no mercado de maneira responsável e comprometida, gozando ainda de uma reputação positiva.


Por que contar com uma empresa de compostagem de resíduos sólidos?


Já faz tempo que a destinação correta para os resíduos deixou de ser apenas uma atitude ambientalmente correta para se tornar também uma obrigação legal. E a compostagem tem sido uma opção cada vez mais procurada pelas empresas, transformando o resíduo descartado em adubo orgânico rico em nutrientes.

Por outro lado, a construção de uma planta para compostagem não é tão simples assim e esbarra em uma série de implicações. Nesse sentido, as empresas especializadas em compostagem ganharam um papel de destaque e se tornaram a opção mais segura para o destino sustentável aos resíduos orgânicos industriais. Se você ainda não está convencido de que a compostagem de resíduos é a melhor opção para sua instituição, veja a seguir alguns dos pontos positivos dessa prática:

  • Em dia com a legislação

A legislação ambiental em vigor traz uma série de exigências para as empresas, que correm o risco de receber suntuosas multas se não atenderem à Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Por isso, caso opte pela compostagem, é necessário se certificar que o processo é feito de maneira segura, contando com profissionais competentes, estrutura física adequada e exigindo que a empresa apresente o devido licenciamento junto aos órgãos ambientais e que atenda todos os requisitos para a destinação correta do material orgânico.

  • Redução de gastos

Ao estabelecer uma parceria para terceirização do processo de compostagem, sua instituição reduz investimentos em infraestrutura, pois não precisa se preocupar em montar uma planta específica e nem um sistema de operacionalização, reduzindo seus custos. Outras vantagens financeiras são a redução de tributos sobre os equipamentos e também sobre os salários da equipe que precisaria contratar e treinar especialmente para essa tarefa. Afinal, preparar uma equipe para realizar a compostagem de resíduos não é tarefa fácil e nem barata, pois demandaria altos investimentos em capacitação e atualização dos colaboradores para se adaptarem às necessidades da empresa e da legislação.

  • Compromisso ambiental

A destinação de resíduos é um dos maiores problemas ambientais nos dias de hoje. Por isso, reciclar e reaproveitar os resíduos têm uma importância muito grande sob o ponto de vista da sustentabilidade.

 

Além de diminuir a pressão sobre os aterros sanitários para a redução do problema ambiental do acúmulo de lixo (que envolve também o surgimento de maus odores, a proliferação de vetores e maior risco de poluição do solo, ar e água), dá uma nova utilidade para os materiais. Eles promovem a reciclagem de nutrientes para o solo ao serem transformados em fertilizante orgânico composto, importante insumo para a agricultura.

 

Como vimos, a compostagem é uma alternativa segura e viável para o tratamento de resíduos orgânicos, mas em larga escala deve ser realizada por quem entende para que você tenha a tranquilidade que precisa para gerenciar sua empresa ou indústria, evitando possíveis problemas.

 

Pensando nisso, convidamos você a conhecer melhor as soluções da Tera Ambiental para a destinação dos resíduos industriais. Você vai entender como funciona o processo de compostagem termofílica e comprovar as vantagens ao se tornar um dos nossos clientes!

CTA - Guia para Solicitação Online de CADRI

Tópicos: Gestão de Resíduos

Deixe seu comentário

 

Receba nossos artigos

Busca Por Artigos

biblioteca-digital-tera-ambiental
New call-to-action
New call-to-action
Descomplicando o tratamento de efluentes

Siga Nossas Páginas Nas Redes Sociais

Últimos Artigos

Artigos mais acessados