Reciclagem de Efluentes Industriais e Chorume
Solução de Tratamento de Efluentes Sanitários e Caixa de Gordura
Matéria Orgânica Transforma

Certificação True Zero Waste: conheça o selo que promove um novo olhar sobre os resíduos sólidos

Publicado em 18-05-2022 14:00

tera-imagem-artigo-certificacao-true-zero-waste

Os resíduos sólidos são um dos problemas mais iminentes no Brasil quando se fala em meio ambiente, principalmente por conta das adversidades na destinação que o nosso país encara atualmente.

 

Para se ter uma ideia da situação, dados do Panorama dos Resíduos Sólidos 2021 produzido pela Abrelpe, mostra que a geração de resíduos sólidos urbanos no país alcançou a marca de 82,5 milhões ton/ano, o que representa uma média de 1,07 kg por habitante a cada dia. No entanto, desse total, 92,2% foram coletados, mas quase 40% tiveram descarte incorreto, indo parar em lixões ou aterros controlados.

 

Dado o cenário, buscar alternativas que promovam uma destinação adequada e, principalmente sustentável, se faz necessário. Para incentivar cada vez mais essa atitude na sociedade e também nas próprias empresas, surge a Certificação True Zero Waste.

 

O que é a Certificação True Zero Waste?

 

O programa de certificação True permite que as organizações definam, busquem e alcancem suas metas de zero resíduos, reduzindo sua pegada de carbono. Seu principal objetivo é encaminhar todos os resíduos sólidos que seriam destinados a aterros, incineração ou outras formas pouco sustentáveis, para alternativas de valorização e reaproveitamento. 

 

Mudando a forma como os materiais fluem pela sociedade resultando em nenhum desperdício, a Certificação True Zero Waste incentiva o redesenho dos ciclos de vida dos recursos para que todos os produtos sejam reutilizados, através de uma reavaliação de processos internos dos empreendimentos.



Os primeiros passos para organizações que buscam obter a certificação

 

As empresas que desejam obter uma certificação como essa, podem estabelecer políticas que evitem desperdício e o envio de resíduos para aterro sanitários. Os resíduos que deixam de ser encaminhados para essas alternativas de destinação passam a ser reduzidos, reutilizados, reciclados e recuperados para uso produtivo em outras frentes.


A certificação está disponível para qualquer instalação física e suas operações, incluindo empresas, agências governamentais, organizações sem fins lucrativos, escolas e até eventos.

 

Para obter o reconhecimento, as instalações precisam atender a sete requisitos mínimos do programa e obter pelo menos 31 pontos, ou créditos como também é denominado, no formulário de inscrição. Isso determinará o nível da certificação, podendo ser ela prata, ouro ou platina.

 

No que diz respeito aos sete requisitos, a certificadora exige o seguinte:

 

  1. A empresa ou projeto que busca a certificação tem uma política de desperdício zero em vigor. 
  2. O projeto alcançou uma média de 90% ou mais no desvio de resíduos de aterro, incineração e meio ambiente nos últimos 12 meses e, esses materiais foram reduzidos, reutilizados, reciclados, compostados e/ou recuperados para uso produtivo na natureza ou na economia.
  3. O projeto atende a todas as leis e regulamentos federais, estaduais/provinciais e locais de resíduos sólidos e reciclagem, estando em conformidade com todas as licenças necessárias para coleta, manuseio ou processamento de materiais. 
  4. O projeto tem dados que documentam um ano base de desvio de resíduos que se ajustam às mudanças no tamanho, tipo e natureza do negócio. 
  5. O projeto não excede um nível de contaminação de 10% para quaisquer materiais que saem do local.
  6. O projeto enviará dados de desvio de resíduos referente a 12 meses anualmente para manter a certificação atualizada.
  7. A empresa apresenta estudo de caso de iniciativas de desperdício zero. 

 

Já na classificação por pontos, o sistema consiste em um total de 81 créditos possíveis que são organizados em 15 categorias, refletindo todos os aspectos de um programa bem sucedido de desperdício zero. 

 

Essas categorias englobam assuntos relacionados a reúso, reciclagem, compostagem, liderança, gestão e outros pontos, onde todas as ações são consideradas opcionais. Ou seja, não é necessário ganhar um crédito em todas as categorias e não há categorias mínimas nas quais os créditos devem ser ganhos, desde que a empresa atinja os 31 pontos exigidos.

   

     Leia mais

 

Os benefícios da Certificação True Zero Waste

 

Se uma organização possui essa certificação, é porque atua de forma ambientalmente responsável e mais eficiente. Além disso, esses empreendimentos comprovadamente também ajudam a transformar resíduos em economia e fluxos de renda adicionais. 

 

Outros benefícios que o selo traz são:

 

Apoio a saúde pública e os ecossistemas

Quem tem o reconhecimento apoia sistemas que incentivam a reutilização e a reciclagem de materiais. A certificação é a ferramenta para ajudar a eliminar a poluição do ar, água e terra, que ameaçam a saúde pública e os ecossistemas.


Redução da pegada ecológica

As organizações que participam do programa se comprometem a diminuir o consumo de insumos, usando materiais reciclados e promovendo vida útil mais longa aos produtos. Um modelo econômico circular como esse, também reduz as emissões de gases de efeito estufa. 


Colaboração à economia verde

A True promove forças positivas para a sustentabilidade ambiental e econômica no ambiente construído, protegendo o meio ambiente, reduzindo custos e gerando empregos em toda a nossa economia.

 

Destaque competitivo no mercado

Para o mercado, a certificação é uma forma de comunicar o compromisso com ações de inovação e de promoção da sustentabilidade. Consequentemente isso fortalece a marca, que se destaca a partir de um posicionamento sustentável, com resultados ambientais, de saúde e econômicos positivos.

 

    Leia mais

 

A transição para uma economia circular exige repensar velhas premissas, buscando um novo olhar para os resíduos, de modo que sejam vistos como recursos ao invés de serem simplesmente descartados. Um exemplo prático já disponível para organizações que buscam se tornar "resíduo zero" é a compostagem em escala industrial.

 

Essa alternativa de destinação é pautada em um processo biológico de decomposição e reciclagem de resíduos sólidos, permitindo que materiais, a princípio considerados inúteis e destinados à aterros sanitários, sejam transformados em compostos orgânicos ricos em nutrientes e reaproveitados para a produção agrícola.

 

Para saber mais sobre as técnicas de compostagem em escala industrial e como essa alternativa pode ajudar sua empresa a atender os requisitos da Certificação True Zero Waste, entre em contato com nossos especialistas.

 

New call-to-action

Tópicos: resíduos sólidos, sustentabilidade, compostagem

Deixe seu comentário

 

Receba nossos artigos

Busca Por Artigos

biblioteca-digital-tera-ambiental
New call-to-action
New call-to-action
Descomplicando o tratamento de efluentes

Siga Nossas Páginas Nas Redes Sociais

Últimos Artigos

Artigos mais acessados