Reciclagem de Efluentes Industriais e Chorume
Solução de Tratamento de Efluentes Sanitários e Caixa de Gordura
Matéria Orgânica Transforma

A necessidade de acreditação ISO 17025 e o CADRI

Publicado em 19-04-2017 11:42

A necessidade de acreditação ISO 17025 e o CADRIToda empresa que lida com tratamento de efluentes e serviços sanitários está sujeita a uma ampla e criteriosa regulamentação, devendo observar leis e normas rígidas, além de obter certificados e autorizações para que suas atividades não prejudiquem o ambiente e a sociedade em que estão inseridas.

 

Dentre estes requisitos está o CADRI que é um documento emitido pela CETESB para aprovação da manipulação de resíduos com possível impacto ambiental; dentre os diversos tipos de resíduos, os que exigem a emissão do CADRI são os Classe I – Perigosos e Classe IIA – Não inertes.

 

Tal rigor é necessário pois os riscos envolvidos com o despejo de efluentes na natureza, principalmente em relação a corpos aquáticos e solo, é alto, com prejuízos para vida animal e sociedade. Por este motivo, a CETESB não aceita laudos criados por laboratórios que não tenham acreditação junto a  Coordenação Geral de Acreditação - CGCRE do Inmetro, ou seja, o CADRI está diretamente ligado à confiabilidade do fornecedor de serviços de análise, o que levanta outro importante aspecto deste processo: a norma ISO/IEC 17025.

 

Segundo a resolução SMA 100 de 2013, os laboratórios que prestam este tipo de serviço de análise devem estar adequados aos parâmetros da referida norma, os quais são avaliados periodicamente pelo INMETRO por meio da CGCRE, sua coordenadoria dedicada a este tema. Qualquer laboratório que ambicione a acreditação para ter seus laudos reconhecidos e aceitos pela CETESB e, assim poder atuar como parceiros confiáveis para empresas do ramo de saneamento precisam estar em conformidade com esta norma.

 

Leia mais em:

O processo de acreditação junto a CGCRE é criterioso, porém bastante claro e transparente. Este processo envolve a coleta de documentos e registros do laboratório, a criação de um manual de gestão de qualidade, a comprovação de que a empresa tem condições técnicas de realizar os tipos de ensaios para os quais busca acreditação e, finalmente, o exame presencial por parte da equipe do INMETRO, que pode outorgar imediatamente a acreditação, requisitar ajustes ou negar completamente o pedido, de acordo com o que for verificado na avaliação. 

 

Como se vê, existem muitas regulamentações a serem observadas e todas têm papel importante na preservação do ambiente e da saúde das pessoas direta ou indiretamente envolvidas com a atividade da empresa, por isso é fundamental assegurar-se que seus parceiros atuam dentro dos padrões exigidos pelas leis e estabelecidos pelas normas técnicas, garantindo qualidade total no serviço apresentado.

 

Como a Companhia de Saneamento de Jundiaí se destaca quando o assunto é ISO 17025?

 

Através de rigorosos procedimentos como o monitoramento dos esgotos recebidos para tratamento, seja via rede coletora ou através da modalidade offsite, o laboratório da Companhia Saneamento de Jundiaí garante a padronização dos ensaios e o uso de equipamentos calibrados, gerando resultados seguros e confiáveis. Entenda em nosso vídeo:

 

New call-to-action

Tópicos: cadri, ISO 17025

Deixe seu comentário

 

Receba nossos artigos

Busca Por Artigos

biblioteca-digital-tera-ambiental
New call-to-action
New call-to-action
Descomplicando o tratamento de efluentes

Siga Nossas Páginas Nas Redes Sociais

Últimos Artigos

Artigos mais acessados