tratamento-de-efluentes-tear-ambiental
tratamento-de-efluentes-sanitários-tera-ambiental
fertilizante-orgânico-composto-SaneFértil

4 leis sobre tratamento de resíduos que grandes empresas precisam saber

Publicado em 15-12-2016 10:29

4 leis sobre tratamento de resíduos que grandes empresas precisam saberA chamada “Lei do Lixo”, de número 12.305, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), instaurada em 2010, é sem dúvida o marco da gestão ambiental no nosso País.

 

Na prática, a PNRS estabelece que todo resíduo, doméstico ou industrial, deve ser processado apropriadamente antes da destinação final, ou seja, precisa de tratamento. Ainda, que não possa ser aproveitado após o processo de tratamento ou reciclagem são denominados “rejeitos”, devendo seguir para aterros sanitários, coprocessamento, incineração, etc.

 

A lei determina, também, que seja feita a Gestão Integrada de Resíduos, em que o material descartado é regulamentado com base no sistema de responsabilidade compartilhada. Ou seja, o poder público, o setor empresarial e a coletividade são responsáveis pela efetividade da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

 

Dessa forma, foram criadas as punições na área de gerenciamento de resíduos sólidos, e quem descumprir as regras está sujeito a punições da Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/1998), com penas que vão desde multas bastante altas até a reclusão e detenção.

 

Leia também:

Expansão do setor de tratamento de resíduos industriais destaca potencial do segmento

As melhores práticas na gestão de resíduos industriais

 

Diante desse controle, as empresas precisam estar cientes da legislação ambiental que rege o sistema de Gerenciamento de Resíduos, que envolve desde armazenamento, coleta, transporte e tratamento até o descarte e a destinação correta dos resíduos.

 

Conheça as principais leis sobre o tema:

  1. Lei 12.305/2010 – Política Nacional dos Resíduos Sólidos: responsável pela implementação de programas e mecanismos para promover a boa gestão, o tratamento e descarte de resíduos;
  2. Lei 11.445/2007 – Política Nacional de Saneamento Básico: regulamenta sobre todos os setores do saneamento (drenagem urbana, abastecimento de água, esgotamento sanitário e resíduos sólidos);

  3. Lei 6.938/1981 – Política Nacional do Meio Ambiente: define, por exemplo, que o poluidor é obrigado a indenizar pelos danos ambientais que causar, independentemente da culpa, e que o Ministério Público pode propor ações de responsabilidade civil por danos ao meio ambiente, como a obrigação de recuperar e/ou indenizar prejuízos causados;

  4. Decreto 4.074/2002 – Dispõe sobre a pesquisa, a experimentação, a produção, a embalagem e rotulagem, o transporte, o armazenamento, a comercialização, a propaganda comercial, a utilização, a importação, a exportação, o destino final dos resíduos e embalagens, o registro, a classificação, o controle, a inspeção e a fiscalização de agrotóxicos, seus componentes e afins, e dá outras providências.

É sempre importante lembrar que os Estados e municípios também possuem legislação ambiental específica que precisam ser conhecidas e seguidas. Informe-se!

CTA - Guia para Solicitação Online de CADRI

Tópicos: Empresa sustentável, tratamento de resíduos, Leis ambientais brasileiras

Receba nossos artigos

Busca Por Artigos

biblioteca-digital-tera-ambiental
CTA - Terminologia Ambiental

Siga Nossas Páginas Nas Redes Sociais