Reciclagem de Efluentes Industriais e Chorume
Solução de Tratamento de Efluentes Sanitários e Caixa de Gordura
Matéria Orgânica Transforma

Dia Mundial do Meio Ambiente: por que devemos falar da restauração dos ecossistemas?

Publicado em 04-06-2021 9:00

 Dia Mundial do Meio Ambiente

 

Celebrado anualmente no dia 05 de junho, o Dia Mundial do Meio Ambiente tem como objetivo a conscientização sobre a preservação dos recursos naturais, bem como a elaboração de ações sustentáveis, de modo a intensificar os esforços globais para proteger o planeta.

 

Todo ano o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente – PNUMA – determina um tema diferente, e para 2021 o escolhido é a “Restauração dos Ecossistemas”, que também será palco para o lançamento da ação: “A Década das Nações Unidas da Restauração de Ecossistema 2021-2030”, visando prevenir, interromper e reverter a degradação dos ecossistemas em todos os continentes e oceanos.

 

 A importância da restauração dos ecossistemas

Há uma série de impactos que a degradação dos ecossistemas pode causar aos seres vivos, sendo a restauração um ponto chave para a nossa sobrevivência.

 

De acordo com o World Environment Day, site oficial da data, metade do PIB mundial depende de recursos naturais e cada dólar investido em restauração gera até 30 dólares em benefícios econômicos. Mas não são somente os quesitos financeiros que importam. 

As florestas fornecem água potável para um terço das maiores cidades do mundo, além de suportar 80%, 75% e 68% de todas as espécies de anfíbios, pássaros e mamíferos. Em contrapartida, as oportunidades de restauração podem ser encontradas em 2 bilhões de hectares de áreas florestais desmatadas e degradadas em todo o mundo, uma área maior do que a América do Sul. 

 

Neste cenário, a Década da ONU da Restauração de Ecossistemas é uma possibilidade de revitalizar os ecossistemas, ao qual cientistas apontam que os próximos 10 anos serão os que mais contarão na luta para evitar a mudança climática e a perda de milhões de espécies.

 

Por isso, para reverter essa crise ambiental, o PNUMA enfatiza a importância da união de toda sociedade, incluindo indivíduos, governos e empresas, convidando a todos a fazerem parte da Geração Restauração, um movimento global para disseminar a restauração dos ecossistemas em todos os lugares para o bem das pessoas e da natureza.

 

Os caminhos para alcançar a restauração dos 8 ecossistemas

 

O PNUMA elaborou um guia prático para quem tem interesse em se envolver nesse movimento, e destaca oito tipos principais de ecossistemas que precisam de atenção: florestas, campos agrícolas, pastagens e savanas, rios e lagos, oceanos e costas, vilas e cidades, turfeiras e montanhas. 

 

O guia aponta 3 caminhos para serem seguidos:

  • Conhecer os ecossistemas locais

O primeiro passo é saber quais são os ecossistemas locais, distinguir os mais importantes, verificar as mudanças que ocorreram e analisar as condições atuais de cada um. Essas informações podem ser encontradas em livros e relatórios, mas também é interessante conversar com residentes de longa data. 

  • Conhecer os motores da degradação

A poluição e a conversão de terras para agricultura ou indústria são algumas das causas diretas. No entanto, há outros fatores que também devem ser considerados, como forças de mercado, como a demanda por produtos da vida selvagem; fatores sociais, como pobreza; e questões de governança, como falta de acordo sobre quem pode usar quais recursos e regras mal aplicadas. Sendo assim, ao abordar essas questões, pode ser necessário mudanças na política governamental ou nas práticas comerciais 

  • Conhecer a resposta

Depois de identificar um ecossistema local degradado e saber o por que ele está ameaçado, é o momento de pensar o que precisa mudar e como fazer para isso ser feito. Ao mesmo tempo que deve ser um ato ambicioso, também deve ser realista, lembrando que a restauração de um ecossistema pode levar muito tempo. Porém, todas as ações, mesmo as pequenas, são importantes contribuições quando se somam. 

 

A reciclagem de resíduos como contribuição ao meio ambiente

O PNUMA diz que “Restaurar ecossistemas significa proteger sua biodiversidade e ajudar a entregar benefícios para as pessoas e a natureza. Ações para restauração também podem significar prevenir a degradação ou reduzindo sua extensão”.

 

Inclusive, no dia 5 de junho também comemoramos o Dia Nacional da Reciclagem. O objetivo da data é conscientizar toda a sociedade sobre a importância da coleta, separação e destinação de materiais recicláveis.

 

A reciclagem de resíduos é uma das ações mais propícias para a redução de degradação do solo e recursos hídricos. Isso porque, como já se sabe, quando não destinados corretamente, os resíduos gerados nas atividades urbanas e industriais podem prejudicar o solo e corpos d'água devido sua alta carga de matéria orgânica e tempo que levam para se degradar no meio ambiente. Para se ter uma ideia,  metais levam mais de 100 anos para se decompor, alumínio mais de 200 anos, plástico mais de 400 e vidros mais de 1000 anos.

 

Além de direcionar esses materiais comuns para reutilização em outras frentes, o setor industrial também pode adotar a reciclagem no tratamento de seus efluentes. No processo adotado pela Tera Ambiental, o efluente tratado volta para o rio, e todo o lodo proveniente do tratamento é reaproveitado na compostagem e transformado em fertilizante orgânico composto, sendo essa uma alternativa sustentável e que, além de colaborar com o meio ambiente, atende às diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010). 

 

A Tera Ambiental apoia o Dia Mundial do Meio Ambiente e o Dia Nacional da Reciclagem e tem como missão oferecer serviços ambientais eficazes, levando às empresas uma maneira sustentável para a construção de uma gestão eficiente que cause o menor impacto possível ao meio ambiente.

 

 

Contudo, os ecossistemas precisam de ajuda e a jornada de restauração está apenas começando. Nos próximos dez anos, a Década das Nações Unidas para a Restauração de Ecossistemas conta com a contribuição de governos, empresas, instituições e todos os cidadãos interessados em restaurar nosso planeta. 

 

Seguiremos juntos rumo a essa meta!

 

New call-to-action

Tópicos: Dia mundial do Meio Ambiente, Reciclagem de efluentes

Deixe seu comentário

 

Receba nossos artigos

Busca Por Artigos

biblioteca-digital-tera-ambiental
New call-to-action
New call-to-action
Descomplicando o tratamento de efluentes

Siga Nossas Páginas Nas Redes Sociais

Últimos Artigos

Artigos mais acessados