Reciclagem de Efluentes Industriais e Chorume
Solução de Tratamento de Efluentes Sanitários e Caixa de Gordura
Matéria Orgânica Transforma

Dia Mundial da Água 2020: Recursos hídricos e as mudanças climáticas

Publicado em 18-03-2020 11:00

Dia Mundial da Água

 

No dia 22 de março é comemorado o Dia Mundial da Água com o objetivo de celebrar esse recurso essencial para a sobrevivência na Terra e, também, conscientizar a todos o quão importante é sua preservação.

 

A data foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU), por meio da resolução 47/193 de 21 de fevereiro de 1993, com o propósito de combater a crise mundial da água e contribuir com o item 6 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que destaca a disponibilização de  água potável e saneamento básico para todos até 2030. 

 

A ONU define a cada ano um tema específico para destacar e dessa vez o foco está na relação entre a água e as mudanças climáticas

 

Mas qual é a relação entre água e mudanças climáticas?

 

As mudanças climáticas fazem com que o ciclo da água sofra um aumento na variabilidade, o que provoca eventos hidrológicos extremos, ameaçando futuramente a disponibilidade de recursos hídricos, o desenvolvimento sustentável e a biodiversidade do planeta. A manipulação adequada da água contribui no combate a esses fenômenos, reduzindo as inundações, as secas, a escassez, a poluição e os gases de efeito estufa.

 

Leia mais em:

Efluentes industriais: entenda o impacto do descarte sem o tratamento correto

 

As recomendações do United Nations Water (UN-Water / ONU-Água), mecanismo interinstitucional que coordena os esforços de entidades das Nações Unidas e organizações internacionais que trabalham com questões de água e saneamento, dizem que os formuladores de políticas climáticas devem colocar a água no centro de seus planos de ação o mais breve possível, levando em consideração o gerenciamento seguro e sustentável da água. 

 

Outra solução tangível é melhorar o armazenamento de carbono. Segundo a UN-Water, os solos de mangues podem armazenar até três ou quatro vezes mais carbono que os solos terrestres. Ou seja, preservar e expandir esses ambientes pode impactar nas mudanças climáticas.

 

Repensar a gestão da água também é fundamental para apoiar a resiliência climática. A Declaração Universal dos Direitos da Água, que foi redigida no dia 22 de março de 1992, conta com normas que geram debates e considerações plausíveis sobre a escassez da água em diversos lugares do planeta. Duas normas interessantes sobre esta causa são:  Art. 9º - A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social; e Art. 10º - O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.

Contudo, é necessário investir em planos de adaptação, com estratégias direcionadas a uma nova gestão dos recursos hídricos, para atender de forma correta as necessidades agrícolas, comerciais e de saneamento básico. 

 

Como o tratamento de efluentes pode contribuir no cenário

 

Uma das soluções apresentadas ainda pela Un-Water é aumentar a reutilização segura de águas residuais. O tratamento de efluentes industriais e sanitários contribui com a transformação dessas águas para finalidades de retorno a natureza e reúso, tendo influência positiva para a população e para o meio ambiente, além de impactar as atividades industriais e urbanas. 

 

Leia mais em:

Reciclagem de efluentes industriais: segurança para sua empresa, comprometimento com o meio ambiente

 

A agricultura também é um dos segmentos que mais utiliza água e deve adotar práticas inteligentes de melhorias da matéria orgânica do solo, a fim de reduzir perdas e desperdícios de alimentos. O tratamento de efluentes com finalidade de irrigação e a Coleta de água de chuva também entram como recursos para amenizar esses fenômenos.

 

Para se criar um futuro sustentável é imprescindível uma contribuição geral, e a meta do Dia Mundial da água é alcançar a todos, tanto do setor privado como da sociedade em geral. Algumas ações simples podem fazer grande diferença, como:  tomar banhos rápidos, escolher uma refeição à base de plantas, desligar a eletricidade quando está dormindo ou fora de casa, não jogar fora alimentos e comprar de forma sustentável. Enquanto isso as indústrias registram sua participação adotando práticas que possibilitam a preservação do recurso.

 

Reciclagem de Efluentes Tera Ambiental

Tópicos: Recursos hídricos, Mudanças climáticas

Deixe seu comentário

 

Receba nossos artigos

Busca Por Artigos

biblioteca-digital-tera-ambiental
New call-to-action
Descomplicando o tratamento de efluentes

Siga Nossas Páginas Nas Redes Sociais

Últimos Artigos

Artigos mais acessados