Reciclagem de Efluentes Industriais e Chorume
Solução de Tratamento de Efluentes Sanitários e Caixa de Gordura
Matéria Orgânica Transforma

Sustentabilidade Empresarial: os caminhos percorridos para tornar sua empresa ambientalmente correta

Publicado em 10-06-2020 16:15

Sustentabilidade - empresarial

 

Organizações que realizam seus processos produtivos sem gerar impactos negativos à sociedade e ao meio ambiente são cada vez mais valorizadas. Além de contribuir com o cumprimento da legislação ambiental brasileira, a sustentabilidade empresarial faz uma diferença significativa na decisão de compra de muitos consumidores.

 

O Opinion Box realizou uma pesquisa em 2019 com mais de 2.000 entrevistados, e 33% deles disseram que se importam muito com as ações sustentáveis de uma marca. Outro dado interessante é que 55% afirmaram dar preferência a negócios reconhecidos pela responsabilidade ambiental. 

 

Esses dados só comprovam como as empresas que buscam e incorporam práticas ambientais sustentáveis geram diferencial competitivo e promovem a satisfação do público, o que se reflete em lucratividade. 

 

Sustentabilidade empresarial e o Triple Bottom Line

 

tera-artigo-sustentabilidade-empresarial-imagem-jpg

 

Para que uma empresa seja considerada ambientalmente sustentável, deve adotar condutas éticas e processos que visem o seu crescimento, ao mesmo tempo em que não cause danos à natureza. Esses devem ser centrados no Triple Bottom Line, que em tradução livre significa tripé da sustentabilidade empresarial. Cada um dos conceitos devem ser interligados para que  a prática realmente ocorra. São eles:

 

Social

Para que um negócio seja sustentável, deve começar pela responsabilidade social em relação ao público interno e a sociedade. É importante que os colaboradores tenham boas condições de trabalho, o que envolve um clima organizacional positivo e harmonioso, além de remunerações justas, flexibilidade, inclusão, diversidade e benefícios.

Além disso, a empresa deve se preocupar com a comunidade na qual está inserida. Isso pode ser feito de diversas formas, como por meio da valorização da mão de obra local e criação de projetos sociais.

 

Econômico

A sustentabilidade econômica ainda gera dúvidas e questionamentos em líderes e gestores. Na prática, ser economicamente sustentável engloba diferentes estratégias. O primeiro passo é o cuidado com os ativos, como equipamentos e ferramentas, para minimizar o desperdício de recursos e garantir a continuidade da operação. É preciso também um controle minucioso das finanças, especialmente no que tange orçamentos e investimentos. 

 

Além disso, é fundamental ter responsabilidade fiscal na demonstração de resultados, na gestão de documentos e no pagamento de tributos e declarações à Receita Federal.

 

Ambiental

O viés ambiental é primordial para que exista a sustentabilidade empresarial. O foco, nesse caso, é implementar práticas produtivas que não agridam o ecossistema, fazendo uso dos recursos naturais de forma consciente. 

 

Para atingir o objetivo, é preciso investir em ações sustentáveis focadas em conceitos como o de economia circular, que visa promover a continuidade dos recursos utilizados. Um exemplo é a reciclagem de efluentes e resíduos sólidos, que consiste na transformação desses materiais que voltam para a natureza ou para a cadeia produtiva.

 

Outro ponto fundamental é seguir as normas ambientais brasileiras. Entre elas estão:

Integrar as bases do Triple Bottom Line para garantir a sustentabilidade empresarial é uma tarefa complexa, que requer muitas vezes mudanças na cultura organizacional, nos processos produtivos e na mentalidade de todos que fazem parte da organização. Porém, quando se alcança a meta, os resultados são promissores.

 

Principais desafios a serem enfrentados

 

Toda mudança dentro de uma empresa é desafiadora. Tratando-se da sustentabilidade empresarial, um desafio enfrentado pelos gestores é compreender e inserir as técnicas sustentáveis apropriadas e incorporá-las ao cotidiano do negócio.

 

Grandes barreiras ainda são encontradas quando a visão da gestão fica limitada sobre a observação das vantagens que o desenvolvimento sustentável pode trazer à própria organização. Nesse aspecto, alguns empecilhos para a completa implementação das ações são:

  • preocupação com o aporte inicial para as mudanças, que envolve  adequação de equipamentos e máquinas, aquisição de novas matérias-primas e substituição de fornecedores. Ao invés de ser visto como um custo, é preciso ter noção de que se trata de um investimento, já que trará benefícios a longo prazo. Um exemplo simples, é trocar lâmpadas comuns pelas de LED, a organização reduz as despesas com energia elétrica por muitos anos;

  • conseguir o apoio dos colaboradores que resistem às mudanças nas condutas e processos diários aos quais estão habituados, muitas vezes por não compreenderem a importância da sustentabilidade empresarial. Nesse aspecto, é importante que os gestores apoiem essa transição, oferecendo suporte e conhecimento por meio de reuniões e treinamentos que expliquem os motivos das mudanças e os impactos positivos da prática diária de ações sustentáveis.

 

Vantagens da sustentabilidade empresarial

 

As organizações que adotam um modelo sustentável obtêm benefícios como:

 

  • Ética profissional

    A sustentabilidade ambiental está diretamente ligada à ética profissional. Isso porque envolve escolhas conscientes de procedimentos e técnicas que não prejudiquem o meio ambiente.

    Há diversas ações que as empresas podem seguir e incentivar em seus colaboradores, como realizar a coleta seletiva regularmente, reduzir a utilização de papel no dia a dia, diminuir a emissão de gases tóxicos, etc. As organizações também devem monitorar o uso de energia, analisando formas de ser mais eficiente, além de considerar alternativas de fontes de energia mais sustentáveis. Outro exemplo, que já se trata de uma ação mais abrangente, é verificar todos os processos da cadeia de produção, identificando os impactos ambientais de cada etapa, e buscar maneiras de melhorias.

    Nesse caso, as organizações podem, por exemplo, investir em soluções inovadoras que minimizem ou eliminem os passivos ambientais, como é o caso da reciclagem do lodo para se transformar em fertilizante. Ao investirem na estratégia, as companhias contribuem diretamente com a preservação da natureza.

  • Promove boas práticas de cidadania

    Quando uma organização se preocupa com o seu entorno, automaticamente está criando boas práticas de cidadania. Por meio do desenvolvimento de projetos e programas sociais, pode proporcionar educação, saúde, lazer, conscientização e diversas outras ações relevantes para o desenvolvimento da sociedade.

  • Imagem positiva no mercado

    É cada vez mais comum encontrar marcas que investem em processos produtivos sustentáveis e que, por esse motivo, conquistam consumidores e despertam a atenção do mercado.

     

    Alguns exemplos de ações são as embalagens recicláveis, as matérias-primas extraídas de forma consciente, quando possível evitar a utilização de testagem em animais, práticas que vão de encontro a economia circular, entre outros. Fato é que muitos consumidores priorizam esse tipo de ação, o que gera diferencial competitivo.

  • Satisfação de colaboradores

    Trabalhar em uma empresa que realiza práticas sustentáveis é motivo de satisfação e orgulho para muitos colaboradores, que sentem-se motivados a agir em prol dos propósitos estabelecidos. Como se sabe, motivação gera maior produtividade. Essa, por sua vez, impulsiona os bons resultados.

Ferramentas que auxiliam os negócios que buscam a sustentabilidade

 

Para mensurar dados, resultados de estratégias, metas de reciclagem e outros indicadores relacionados à sustentabilidade empresarial, os negócios podem contar com diferentes ferramentas. Entre elas:

  • Índice de Sustentabilidade Empresarial

O ISE tem o objetivo de fazer análises comparativas sobre a performance dos empreendimentos listados na B3, Bolsa de valores oficial do Brasil.  Ele valoriza a sustentabilidade corporativa e se baseia no equilíbrio ambiental, na eficiência econômica, na justiça social e na governança corporativa. Com a análise, o índice também classifica e amplia as informações acerca das empresas comprometidas com os princípios citados, diferenciando-as no que diz respeito à qualidade, equidade, transparência e prestação de contas, nível de compromisso com o desenvolvimento sustentável e natureza do produto. 

 

Este conhecimento levantado sobre as organizações leva em conta, ainda, seu desempenho em relação às dimensões econômico-financeira, social, ambiental e de mudanças climáticas. Neste contexto, o ISE tem como missão estimular as empresas a adotarem melhores práticas de sustentabilidade corporativa e apoiar os investidores na sua escolha por priorizar os investimentos socialmente responsáveis.  

  • Rotas de Reciclagem

Este site pode ser usado por negócios e pessoas físicas. Nele há um mapa, em que a partir da localização, é possível encontrar os pontos de reciclagem no perímetro. Assim, as indústria podem destinar corretamente  os resíduos e possíveis materiais que seriam descartados e são passíveis de reciclagem.

 

A adoção de práticas sustentáveis nas empresas vão muito além da construção de uma imagem de responsabilidade ambiental positiva para as corporações atualmente. Além dos claros benefícios para o ecossistema, esta postura tem muitos outros impactos que só tendem a agregar às organizações.

 

New call-to-action

Tópicos: Metas de Reciclagem, Reciclagem de efluentes, Ações Sustentáveis

Deixe seu comentário

 

Receba nossos artigos

Busca Por Artigos

biblioteca-digital-tera-ambiental
New call-to-action
New call-to-action
Descomplicando o tratamento de efluentes

Siga Nossas Páginas Nas Redes Sociais

Últimos Artigos

Artigos mais acessados