Reciclagem de Efluentes Industriais e Chorume
Solução de Tratamento de Efluentes Sanitários e Caixa de Gordura
Matéria Orgânica Transforma

Tratamento de resíduos provenientes da indústria alimentícia

Publicado em 01-04-2014 10:51

Indústria alimentícia
 
A indústria alimentícia é uma das maiores fontes geradoras de efluentes e resíduos orgânicos em sua linha de produção, sem falar nos abatedouros de aves, bovinos e suínos. Efluentes provenientes desse tipo de industria precisam de tratamento antes de retornar ao meio ambiente, sendo gerenciados de acordo com os seguintes aspectos: prevenção, minimização, reciclagem, tratamento e disposição.
 
 
De acordo com a norma NRB 10004 (2004), os resíduos sólidos são resultantes de atividades industriais, doméstica, agrícola entre outros, incluindo os lodos das Estações de Tratamento de Efluentes (ETE’s), resíduos gerados em equipamentos e instalações de controle da poluição, e não podem ser lançados nos esgotos públicos, nem em corpos hídricos.
 
Os resíduos da indústria alimentícia devem passar por tratamento antes dos efluentes retornarem ao meio ambiente ou possam ser reutilizados em lavagem de pisos ou nas descargas dos sanitários, por exemplo.
 
O tipo de tratamento de resíduos ideal deve ser recomendado por especialistas, sendo essencial o cumprimento do procedimento correto, ou a empresa pode ser notificada e multada, como mostra a reportagem Cetesb notifica frigorífico por falta de licença ambiental em José Bonifácio.
 
Veja os processos indicados para cada caso:
 

Abatedouro de aves, bovinos e/ou suínos

Abatedouros, matadouros e frigoríficos são considerados agroindústrias e seus resíduos são muito volumosos e apresentam alto valor de matéria orgânica, o que pode causar sérios problemas ambientais.
 
No caso das aves, os efluentes são gerados nas lavagens de pisos e das instalações de diversas fases da produção como área de recebimentos das aves; lavagens das caixas utilizadas no transporte; sala de abate; sala de sangria; depenagem mecanizada; congelamento e expedição.
 
Já para bovinos e suínos, os efluentes são gerados em diversas fases como águas de banho, limpeza de pocilgas e currais, lavagem da sala da sangria, da carcaça, limpeza de equipamentos e graxaria, além das águas de cozimento de embutidos.
 
Vários tipos de resíduos podem passar por tratamentos biológicos, visando à reciclagem energética e preservação do meio ambiente. Quando não tratados, os resíduos podem ser focos de proliferação de insetos, roedores e de doenças.
 
Muitos desses resíduos podem ser reutilizados como rações ou fertilizantes.
 

Pescado

Os efluentes possuem alta matéria orgânica resultantes do processamento dos peixes, dos produtos usados em limpezas e pelo sal.
 
Os resíduos de peixes como cabeças, vísceras e fígado ainda podem ser reaproveitados como fertilizantes ou ingredientes para ração animal.
 

Indústria sucroalcooleira

A indústria sucroalcooeira é responsável pela fabricação de açúcar ou álcool e utiliza muito a fermentação. Um dos resíduos produzidos é a vinhaça, obtida na destilação do álcool. Por possuir uma DQO muito alta é uma fonte alta de contaminação de água superficial, dos lençóis freáticos e do meio ambiente em geral. No entanto, pode ser reaproveitada como fertilizante ou complementar a ração animal devido ao seu alto teor protéico.
 
A água residual é usada para fertilização e irrigação em grandes volumes. O volume anual da indústria sucroalcooeira chega a 36 milhões/m³, com uma carga de 3 a 5kg de DQO/m³. É o mesmo nível de poluição que uma população de seis milhões de habitantes produziria. Outro resíduo gerado por esta indústria é o biogás.
 
O assunto é extenso e esse é apenas um resumo para mostrar que os efluentes da indústria alimentícia devem ser tratados em várias etapas antes de voltarem ao meio ambiente ou serem reutilizados.
 
O tratamento offsite ou terceirizado é seguro e indicado para indústria alimentícia que não tem espaço para construir uma estação de tratamento de efluentes e necessita que parte do processo ocorra fora de sua operação ou não planeja investir. Mas como comentamos anteriormente, apenas um especialista no assunto poderá determinar qual o melhor tipo de tratamento para cada empresa.
 
Caso tenha dúvidas, fale conosco ou receba nosso guia com mais detalhes sobre o tema:
  
Indústria Alimentícia

Tópicos: resíduos industriais, indústria alimentícia

Deixe seu comentário

 

Receba nossos artigos

Busca Por Artigos

biblioteca-digital-tera-ambiental
New call-to-action
New call-to-action
Descomplicando o tratamento de efluentes

Siga Nossas Páginas Nas Redes Sociais

Últimos Artigos

Artigos mais acessados